Escoteiros

A Associação de Escoteiros de Portugal foi a primeira organização ESCOTISTA em Portugal, e conta já com quase um século de existência.

É um movimento que não está vinculado a nenhuma religião ou crença religiosa, mas que valoriza o desenvolvimento espiritual dos seus membros.

O ESCOTISMO ou ESCUTISMO foi fundado em 1907 por Baden Powell, como movimento mundial, educacional, voluntário e apartidário sem fins lucrativos, tendo por finalidade contribuir para a educação integral dos jovens, ajudando-os a desenvolver as suas capacidades, e desempenhar um papel construtivo na sociedade, por meio de um sistema de valores, baseado na promessa e na lei escoteira, através da prática de trabalho em equipa e de vida ao ar livre, fazendo com que o jovem assuma o seu próprio crescimento, tornando-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina.

Na AEP os jovens, rapaz ou rapariga, agrupam-se por divisões e por faixa etária e ingressam directamente na divisão correspondente à sua idade sem ter participado nas divisões anteriores.

  • Alcateia: Dos 6 aos 10 anos
  • Escoteiros: Dos 11 aos 13 anos
  • Exploradores: Dos 14 aos 16 anos
  • Clã: Dos 16 aos 21 anos
Grupo de Escoteiros nº239
Grupo de Escoteiros nº239

Uma preparação adequada pelo conhecimento adquirido em cada uma das etapas de progressão, como cozinhar, fazer nós, praticar desporto, salvamento, aplicar regras de segurança, orientação, transmissão de sinais, estudo da natureza e do meio.

Foi com este espírito, que no Verão de 2009, pela mão do chefe João Nogueira, é lançada a primeira pedra para a criação no lugar de Miro, freguesia de Friumes, de um novo Movimento de Escoteiros, com o intuito de preencher os tempos vagos dos jovens com vontade de participar na construção de uma sociedade mais responsável, interventiva, alegre e solidária.

No mês de Novembro de 2009, o Grupo em formação de Miro enviou os primeiros 4 Chefes; João Nogueira; Manuel Nogueira; Jacinta Teixeira e Liliana Oliveira para receberem a primeira formação e ficarem habilitados a trabalhar com os candidatos a novos Escoteiros.

No decorrer do ano 2010, muitas foram as actividades onde o Grupo em formação de Miro esteve presente, desde o primeiro acampamento nas margens do rio Alva, ao Movimento Limpar Portugal, em que o nosso Grupo participou numa iniciativa da Junta de Freguesia de Friumes, limpando o espaço exterior do cemitério de Friumes, vários detritos espalhados pelos pinhais da freguesia e ainda nas margens do rio Mondego, até grande incêndio que ocorreu na freguesia, onde alguns Escoteiros, tiveram um papel muito importante, para além do apoio humanitário na evacuação do Lar de Idosos, de Miro para o Pavilhão Municipal de Penacova, demos aos utentes do Lar, o nosso melhor carinho e a nossa solidariedade.

Outra das actividades que o nosso grupo participou a nível Regional, foi no JOTA - JOTI, cujo tema principal era o "Direito a ser Ouvido". Foi sem dúvida uma actividade memorável, onde os nossos escoteiros tiveram a oportunidade de se fazerem ouvir, e onde as nossas vozes e escrita chegaram a +/- 500.000 escuteiros de todo o mundo que, esperavam por um sinal vindo “dos céus” e dos seus monitores, sem necessidade de se deslocarem para fora do país. As nossas comunicações cruzaram montes, montanhas e mares, desde Portugal, Espanha, França, Itália, Croácia, Rio de Janeiro, Washington, países orientais e com um só nome! Romeo, Charlie, Five, Echo, Papa, Charlie foi a nossa identificação para o Mundo.

A nível da formação, é com orgulho que dizemos, tivemos mais dois escoteiros que conseguiram alcançar o início do patamar da formação Escotista, o chefe Mário Ferreira e a chefe Ana Antunes. Já o nosso chefe João Nogueira frequentou durante 5 dias uma formação intensiva para tentar este ano, durante o estágio e com ajuda de todos, alcançar a tão desejada Insígnia de Madeira e o Lenço de Gilwell.

A abertura oficial do Grupo de Escoteiros de Miro e as primeiras promessas, numa festa que muitos nunca irão esquecer, foi feita no dia 5 de Dezembro, na serra da Atalhada, perante inúmeros Grupos presentes, convidados oficiais e particulares, sendo-nos atribuído o Grupo 239 da Associação de Escoteiros de Portugal.

Galeria de Fotos

Mais nesta categoria: Rancho Típico »